Ubatuba através das lentes

Olá, pessoal. Estou eu aqui escrevendo no blog pela segunda vez e (pela segunda vez também) vou contar um pouco e mostrar fotografias que fiz de mais um lugar que viajei. Dessa vez, com meu namorado e sua família (que também é minha haha), fomos para Ubatuba que fica no litoral norte do estado de São Paulo. Para quem já conhece, sabe que lá existe um número muito grande de praias que talvez uma pessoa leve uma vida inteira pra conhecer todas elas, tanto no continente quanto as ilhas. Portanto, em uma semana acabei conhecendo bastante lugares diferentes.

Dessa vez, não levei somente a instax (que agora sempre que puder será companheira em vários lugares), mas para poder explorar e abusar dos cliques, levei a minha DSLR Nikon D3200 e as lentes Nikkor 18-55mm Dx AF-S e Nikkor 50mm AF-S, ou seja, a do kit e a famosa cinquentinha.

 

 

Bom, alguns já sabem e outros não, mas Ubatuba não é somente conhecido por ter muitas praias, como também por chover bastante por lá. Antes de conhecer a cidade, ouvia muita gente falando “Ubachuva” pra lá, “Ubachuva” pra cá e eu pensava que não era possível que chovesse assim desse jeito né, até eu chegar lá e não deu outra: choveu. Felizmente estávamos lá pra passar uma semana inteira, então os dias que as praias estariam lotadas (sábado e domingo) choveu e ficamos em casa. Lemos livro, jogamos UNO, jogamos outros jogos, conversamos, rimos, brincamos com os doguinhos e mesmo assim o tempo não passava tão rápido assim dentro de casa, então em um desses dias, resolvi pegar minha câmera e tentar tirar alguma foto legal desse dia mesmo de dentro do apartamento, o que acabou resultando nessas poucas fotinhas aqui.

 

 

Começando a semana, a chuva deu uma trégua e então aproveitamos pra sair e fazer alguma coisa né. Fomos em uma sorveteria, não tirei foto sorry, que se chama Chiquinho, que tem por aqui em São Paulo mas nunca tive oportunidade de conhecer ou provar algo do lugar. Gente, sério. As sobremesas/sorvetes/milk shakes não são tão caros e são MUITO BEM servidos e em copos até que grandinhos, viu? Lembro que pedi um sorvete (que é bem ao estilo McFlurry da vida) de sabor Charge e mano, foi uma das coisas mais deliciosas que provei. Além de vir caldas e mais caldas, são colocados uns pedacinhos REAL de charge! Se algum dia você se deparar com essa sorveteria (talvez já porque eu era uma das poucas que não conhecia né mas tudo bem), peça algo pois não vai se arrepender! Se quiser dar uma olhada no cardápio de delícias que tem nessa sorveteria, clique aqui.

No dia seguinte, aproveitamos o tempo bom, pra logo cedo irmos pra alguma praia. Como o Arthur e os pais dele já manjam de Ubatuba, me levaram pra um lugar que se chama Prumirim e me garantiram que eu ia adorar conhecer. Nos preparamos, entramos no carro e pegamos a estrada.

 

 

Claro que muitas estradas acabam nos permitindo aproveitar vistas maravilhosas e eu não pude deixar de registrar uma delas.

 

 

Chegando perto, tivemos que deixar o carro um pouco antes, pois a praia é um pouquinho afastada das ruas. E então seguimos a pé e passamos por uma mini-trilha.

 

 

E então chegamos na Praia do Prumirim, no horário que chegamos, não tinha muita gente, então aproveitamos pra tirar umas fotos. O deck de onde tiramos as fotos é de um quiosque bem de frente pra praia onde você pode se sentar, comer algo, beber e claro, aproveitar a linda vista que é oferecida.

 

 

Não tínhamos chegado no nosso destino ainda, pois estávamos indo para a Ilha do Prumirim. Então dali da praia, pegamos um barquinho (gente, foi pura adrenalina, grudei na mão do Arthur como se não houvesse amanhã mas abafa) e pra chegar até a ilha foi coisa de poucos minutinhos pois é bem perto.

Eu, por ser uma pessoa que nunca fui muito pra praias na vida, quando pisei naquela areia, fiquei já encantada com o lugar.. Conchinhas pra todo lado, água transparente, lugar deslumbrante! Em poucas palavras, me apaixonei pelo lugar. E na minha opinião, se você um dia for pra Ubatuba, TEM que conhecer a Ilha do Prumirim. O barquinho até a ilha (ida e volta) é $25 por pessoa. Você pode ir de manhã bem cedo e ficar lá até a hora que desejar (desde que não chova ou a maré não suba tanto).

 

 

A água era tão incrivelmente transparente que perto das pedras eu pude ver alguns peixinhos, coisas mais fofinhas! Mas infelizmente eu não tenho equipamento pra fotografar embaixo d’água então vai ficar na minha memória mesmo hahaha

Uma coisa que achei bem legal sobre a Ilha do Prumirim, é que há placas para todo lado lembrando de levar o lixo embora, pra carregar seu próprio lixo. O que é legal para que a ilha fique sempre conservada e limpa. Não há lixeiras pela ilha porque né, imagina levar num barquinho o lixo de todo mundo que for lá, não deve caber nem o cara que leva o barco.

 

 

No caminho de volta pra casa, demos uma paradinha breve na praia de Itamambuca, que se não me engano é uma das mais conhecidas de Ubatuba. É uma praia bem grande, bastante gente frequenta lá. Algo que achei bem interessante sobre a praia é que há várias escolas de surfe, pois lá eu pude ver que tem das menores ondas até as mais altas, então se você tem interesse de aprender a surfar em Ubatuba, lá é o lugar certo pra isso!

 

 

Quando anoiteceu, caminhamos até o centro para irmos em um restaurante que vimos quando passamos rápido de carro e nos interessamos muito. O nome do lugar é Wall Street American Diner, só pelo nome já é de se imaginar que é pura gordice né? Hahahha, lá são servidos não só hambúrgueres, mas muitos outros pratos como costela e fritas, cebola empanada, lula e muito mais.. O local em si é uma fofura! É todo temático bem no estilo do Zé do Hamburguer aqui em SP. Enfim, também não tirei foto de nada porque fiquei com medo de andar com a câmera durante a noite. Mas vocês podem conferir fotos do lugar e da comida clicando aqui. Se for em Ubatuba, vale MUITO a pena comer algo lá. Nós comemos hambúrguer (como sempre. A M O) e fritas, de sobremesa comemos pela primeira vez o famoso Grand Gateau, que loucura é esse negócio né gente? Saí de lá rolando.

 

No dia seguinte, o dia estava lindo também, então eu e o Arthur aproveitamos pra andar pela orla e visitar alguns lugares. Os dias que estivemos por lá, ficamos no bairro do Itaguá, bem próximo a praia do Itaguá, ao caminharmos por lá, consegui fazer várias fotos bonitas, mas também né, o lugar ajuda e MUITO! Essa praia é imprópria para banho, então ficamos só observando mesmo. É bem bonita, de lá saem bastante escunas e barcos.

 

 

Caminhamos pela orla até chegarmos ao Aquário de Ubatuba. Pra quem tiver interesse em ir, é bem legal e interessante, principalmente se tiver com crianças. O ingresso inteiro é $30 e a meia é $15 no cartão, se você pagar no dinheiro, sai ainda um pouco mais barato. Além de que eles fazem aqueles pacotes pra família!

Bom, como dentro do aquário era um pouco escuro na maior parte, e não podia usar flash (nem mesmo a luz de foco automático), fui obrigada a subir o ISO lá no céu, usar o foco manual (que foi tenso no escuro) e rezar pra não saírem fotos bugadas hahahaha. Consegui salvar algumas boas fotos que representaram boa parte do passeio em si. Confiram:

 

 

Nessa próxima foto, eu queria realmente colocar no post pois considerei bem importante o que eles fizeram de mostrar que muitas vezes pessoas compram artesanatos, peças, enfeites etc que causam a morte de inúmeros animais e mal sabem disso.

 

 

Na seguinte imagem, vocês podem ver um corredor repleto de lixo. Todo esse lixo foi encontrado no mar.. Fiquei muito chocada com o tanto (e a variedade) de objetos encontrados. Confesso que essa parte do Aquário me deixou muito triste, ver que tudo isso não é nem metade do que as pessoas jogam no mar e nem se preocupam que matam animais diariamente. Achei legal pelo fato de conscientizar os que passam por ali.

 

 

Chegando ao fim do Aquário, tem essa caixinha pra quem quiser colaborar com qualquer valor uma instituição que resgata animais feridos em Ubatuba.

 

 

Depois do Aquário, paramos pra comer no Mc Donald’s de lá, sim, eu quis dar um pouco de destaque pra isso porque eu não sou muito de comer no Mc, porém era a opção mais acessível e perto na hora, mas eu queria destacar que (não sei se porque estava meio vazio) mas o lanche foi TÃO bem montado e os atendentes foram uns amores! Vocês com certeza já lidaram com algum atendente com cara de quem não queria estar lá e certeza também que já receberam o lanche todo desfigurado hahahaha Tudo foi muito satisfatório pra mim lá! 🙂

Então seguimos nosso passeio pro Projeto Tamar. Gente, eu sempre quis conhecer algum porque eu AMO tartarugas e acho MUITO fofo! Um dos meus maiores sonhos é presenciar o nascimento de tartarugas marinhas. Enfim, continuando.. Se bem me lembro, o ingresso é $20 a inteira (mas não tenho muita certeza hahaha eu esqueci). Logo na entrada, é possível conhecer o tamanho real de diferentes espécies de tartarugas marinhas. Tudo é muito explicativo e visual, o que é interessante para quem estiver com crianças.

 

 

Lá existem vários tanques e espaços bem amplos para todas as espécies de tartarugas que têm por lá poderem nada, andar, ficarem bem confortáveis.

 

 

Daí teve essa que pistolou comigo:

 

 

Hahahaha, mas tudo bem. Todas são muito fofas, né?

Lá você não só poder ver as tartarugas como também pode conhecer a história do Projeto Tamar desde o surgimento, tem lugares pra tirar fotos, tem exposição sobre as tartarugas..

Algo bem chamativo, porém triste, foi essa parte interior do Tamar que expões alguns cascos, colunas etc e também esse potinho com o lixo que foi encontrado dentro do estômago de uma tartaruguinha por conta da irresponsabilidade das pessoas em jogarem lixo no mar. É bem triste ver isso, mas é realista e serve para alertar todos sobre o assunto.

 

 

Ao final do passeio no Projeto Tamar, você passa pela lojinha deles. Assim, as coisas não são lá baratinhas né, mas o dinheiro é usado pra manutenção do lugar e principalmente no resgate das tartaruguinhas. Ah! E tinha uma cabine de foto (que pagamos $10) que tirava quatro fotos uma atrás da outra e saía duas tirinhas. ♥

 

 

Além das praias que já mencionei anteriormente, também tive a oportunidade de conhecer a Praia do Tenório que é LINDA e merece que seja mencionada. Infelizmente, no dia que fui não levei minha câmera, mas registrei em uma pose com a Instax.

 

 

Resumidamente é isso. Foi uma viagem muito gostosa de fazer, os lugares que conheci são lindos e se você um dia for pra Ubatuba, essas são as dicas que tenho!

E você? Já foi pra Ubatuba? Quais lugares conheceu? Se não foi, o que você ficou com vontade de conhecer? Conta aqui pra gente nos comentários! 🙂

Até o próximo post ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *